terça-feira, maio 02, 2006

Hundertwasser?

Quero deixar aqui, hoje, um agradecimento sentido à vaga de calor que assola actualmente o nosso país, sem a qual não seria possível voltar a ver mini-saias e tops que nos fazem desejar ter novamente dois meses de idade.
Com o calor, vieram também as cores garridas, qual liquidação total da benetton que pintalgou corpos e cidades e jardins e objectos de verdes alegres, vermelhos vivos e azuis sonhadores. Os sorrisos despontam mais facilmente, as pessoas são mais afáveis, as palavras saem mais agradáveis e musicais...
De facto, tenho vindo a aperceber-me que as palavras (como tudo o resto) têm cores e odores e até sabores característicos, sendo que a simples recordação de algumas me causa cãimbras no cérebro, enquanto a pronúncia de outras se revela tão saborosa como morangos embebidos em vinho do porto.
Às vezes dou por mim a apreciar, no meio de uma conversa, determinadas palavras e o modo como elas expressam, de forma tão perfeita, os pensamentos e emoções de cada um. E é sempre engraçado reparar como diferentes palavras podem transmitir os mesmos sentimentos, do mesmo modo que a mesma ideia, traduzida em palavras diferentes, pode provocar um sorriso ou levar às lagrimas. Deve ser por isso que gostamos mais de falar com certas pessoas do que com outras - algumas palavras soam e cheiram e sabem melhor do que outras, e nem toda a gente consegue, na mesma frase, ressoar como as ondas do mar, exalar o perfume de uma pele de bebé e deixar-nos na boca o travo doce e suave de um pêssego maduro. Tal como existem pessoas que não aproveitam a variedade cromática das palavras e falam sempre em tons de cinzento ou azul ou vermelho, tornando-se tão aborrecidas que acabam geralmente a falar para o boneco.
Eu, por mim, gosto de pensar que consigo variar um bocadinho e que palavras como "catita", "nostalgia" e "Hundertwasser" não causam cãimbras cerebrais nos meus ouvintes...

5 Comments:

Anonymous Anónimo said...

olá! Agora é a minha vez de dizer anda aí mulher, eheheh....
Bjs

11:38 da manhã  
Blogger tiago said...

era bom, era, mas para mal dos meus pecados a única pessoa que me persegue é aquele puto panilas... gostava mais quando eras tu! :) Bjos! *

8:59 da tarde  
Anonymous little water song said...

"pedaço"

5:52 da tarde  
Anonymous impressaodigital said...

olha que isso é verdade.
além das palavras terem música, como me disseram, acredito que nos fazem lembrar cores e sabores...
a primavera da uma ajuda, varia tudo... memso que seja só nos outros..

11:11 da tarde  
Blogger eva jasmim said...

Que texto saboroso...

5:24 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home