sexta-feira, agosto 12, 2005

Hocus-Pocus

Hoje acordei e descobri que sou mágico. Basta-me estalar os dedos para mudar as coisas. Assim, a minha vida mudou muito nestes últimos dias: de um dia para o outro, tornei-me cidadão anónimo, sem identidade, registo ou cadastro; o meu carro deixou de ser meu e os dias passados ao lado do instrutor, a travar e trocar mudanças, de repente deixaram de fazer sentido; e fiquei incontactável, fora do alcance de qualquer amigo, familiar e demais personagens da minha vida. Consegui ainda transformar o Amor em Ódio, também com quatro letras, é certo, mas com palavras ríspidas em vez de beijos, gritos em vez de carinhos e desilusão em vez de sonhos.
E foi assim que mudei a minha vida, apenas com um estalar de dedos. Nada mau, parece-me a mim. Mas ainda tenho que treinar mais, porque há coisas que não consigo fazer. Por exemplo, já tentei com todos os dedos das duas mãos, mas não consigo voltar a pôr as coisas como estavam, secar as minhas lágrimas ou desembrulhar o aperto que tenho no estômago. Esse truque ainda só o vi no sorriso de uma menina.

19 Comments:

Blogger ida said...

Tiaguinho!
Ao ler este teu comentário fiquei preocupada, porque já não falamos há algum tempo e não sei o que se está a passar contigo!
As tuas lágrimas e o aperto no teu estômago deixam-me triste Tiago!
Em relação a colocares as coisas como estavam: o desequilibrio é só uma forma de conseguirmos alcançar o equilibrio e assim sucessivamente!
E se o teu equilibrio está no sorriso de uma menina, então vai buscá-lo para ti!
Não o deixes é fugir ouviste?
E espero por noticias tuas!!!!
Muitas beijocas da amiga Ida!

5:20 da tarde  
Blogger eva jasmim said...

Amiguinho!
Sei que estás bem, vida nova, que bom! Aproveita cada momento, cada oportunidade de confidências partilhadas ao luar, ao sabor de um moscatel, partilhar experiências faz-nos muito bem! Alimenta a alma!

Obrigado pelo comentário no emocionar!

3:33 da tarde  
Anonymous Txêndra said...

Ai a travadinha, Primo!

Ainda não me tinha dado na cabeça dizer aqui uns disparates. Mas a propósito do hocus-pocus, apeteceu-me...
Já passou, nada de stresses, afinal tu és o representante máximo da calma e do relax e, a juntar a isso, tás prontinho pra ir de férias.Certo? Pois bem, aproveite pra descontrair e beber uns canecos.

Ah, o arraial de AB é já depois de amanhã...não me vais fazer a desfeita de não aparecer, pois não?

Abraços meus.

11:01 da manhã  
Anonymous impressaodigital said...

ha ja algum tempo que não passava por aqui! na incerteza de saber oq ue é este texto (realidade ou ficção)fica o comentário a dizer que o desiquilibrio pode ser uma boa forma para sabermso o que é o equilibrio...recuperar o que tinhamos não é possivel, mas termos algo melhor,,,acredito que isso sim é possivel e vale muito a pena!

ah!! se o sorriso de uma certa menina te faz recuperar ri também paar ela... :)

11:23 da manhã  
Blogger mar said...

Olá Tiago
não te conheço, nunca falei contigo até pq dei com o teu blog quase por acaso.
resolvi deixar um comentário... os sorrisos que vemos, são dádivas que devemos retribuir, se puderes fá-lo, mas não te apagues, não te transformes, pq se um dia esse sorriso se esconder, tu estás onde te deixaste e podes sempre continuar o caminho em busca de sorrisos teus.

11:04 da tarde  
Blogger negação do óbvio squad said...

parábens pelo blog espero que este continue a existir...precisamos dele

11:53 da manhã  
Anonymous Freaky said...

Think positive Tiago, não sei quem és, vim dar ao teu blog por mero acaso, porém digo-te desde já que fiquei bem impressionada... Fica BEM *

11:40 da tarde  
Blogger tiago said...

Olá gente catita fico contente por ver que aos poucos vou sendo "inundado" por novos e velhos amigos... só uma dica: vão ver o post da "esplanada ao luar" e carreguem em cima do título. É que toca uma música muito fixe da Feist e acho que poucas pessoas perceberam ainda :) Um bem-haja para todos! (que expressão foleira, eheh!)

6:17 da tarde  
Blogger lady said...

Também queria " voltar a pôr as coisas como estavam, secar as minhas lágrimas ou desembrulhar o aperto que tenho no estômago".
Gostei do que escreves.
Se um dia fores suficientemente mágico para tudo isso... ensinas-me o truque?

9:38 da tarde  
Anonymous freaky said...

Tiago, eu pelo menos consigo ouvir a música da FDeist, muy bueno ;) E bem-haja é uma epxressão. Tenho quase todas as minhas costelas na Guarda, e essa é uma expressão que ouço desde a infância, todas as santas férias ;) Fica sempre arrumadinha qualquer conversa com um bem-haja ;) Lamechas? Sim, So what? Bem-hajas

10:49 da tarde  
Anonymous caldeireiro said...

caldeireiro, sim, pois é, como a realidade sendo verdadeiramente transmitida, soa a pureza transformada em poema, cativa, solidariza, apaixona, entristece, dá ázo, maravilha, elouquece. Meu deus, como é que um dia posso ser entendido por as minhas amarguras num blog. Tarefa impossivel a não ser que eu admita que é verdade, que aconteceu, mas ai não sou honesto, nunca saberei como foi, nunca saberei se fui roubado ou "Frutado", por um qualquer perfume que se me entranhou de forma maléfica desde os 19 anos. Não sei porque, mas um destes dias vou á procura, tenho algumas referências. Adoro este Blog e gostei de ler a Txêndra.

5:35 da manhã  
Anonymous BISAvô said...

Nos ja nos cruzamos em nova york, ja bebemod- um copo- u munbdu não éasc tu só fazes partre das cenas sem sexo e sae,kmn sabor e devias ser menos convencido. em relaç~sao,,,,, a mim . estA MUSICA. ERFM.

3:51 da tarde  
Blogger Pingalin said...

Empresta-me um pouco da tua magia. Preciso eliminar umas coisinhas aqui e mudar outras ali...A mudança significa VIDA...

3:37 da tarde  
Blogger Safira said...

Deskulpa n te konheço.. mas ao ler t gostei.. tem sentimento n saum palavras vazias.. tb gostuh de escrever.. gostava de falar ktg!*

10:49 da tarde  
Anonymous impressaodigital said...

e mais magia??

2:26 da manhã  
Blogger Serpent_eve said...

Guardar cá dentro amor
Não nos faz nada bem
Quando cá fora o ódio quer entrar
Fui morar pra paixão
Pois eu sei
Que não há melhor lugar
Para sempre eu vou esperar por ti

Letra de "ornatos violeta"

6:35 da tarde  
Blogger Joana Saraiva said...

Isso é que era Amor!!
A realidade às vezes consegue ser mais alucinante do que a ficção, basta um piscar de olhos, "um estalar de dedos" e fica tudo "up side down". Talvez seja isso que torne a vida tão interessante.

3:55 da tarde  
Anonymous impressaodigital said...

"cadé" o resto da magia?

4:23 da manhã  
Anonymous pratitamem said...

Este é um daqueles Post's, sem fim e que me sabem ainda melhor a ouvir Loreena Mckennitt. Sempre tão boas as achegas, que quem sente, vai deitando, como se traduzir sentimentos, pra Latim, nos torna-se a lingua moribunda. Neste teste, provou-se que labor est, nunca desistir mesmo que ela torça... na verdade é isso a vida, encaixar com poesia pra de novo amar um poema, ás tantas o nosso sonho de poeta. Tu agora tens o sonho camarada, porque soubeste rir com lágrimas enquanto a tua pena transformava no livro, fél em trova, contratempo em avanço, destino em futuro. ( ás quartas feiras, estou no quiosque amarelo do Martim Moniz ). Só mais uma coisa a, sério, gostei muito do com. da Joana Saraiva, objectiva, sobria, mas ao mesmo tempo e tambem muito interessante.

4:48 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home